URGENTE! Revoltado, Marco Aurélio ameaça levar soltura de André do Rap ao plenário e diz que Fux agiu como ‘censor’

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Marco Aurélio havia concedido habeas corpus na sexta, com base em mudanças na legislação a partir do pacote anticrime. Fux suspendeu decisão no sábado a pedido da PGR.

Em entrevista à repórter da GloboNews Isabela Camargo, Marco Aurélio disse que Fux está “se arvorando a ser um censor” dos demais ministros da Corte, e que todos os ministros devem ter o mesmo papel no STF.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou neste domingo (11) a decisão do presidente do tribunal, ministro Luiz Fux, que suspendeu a soltura do traficante André Oliveira Macedo – conhecido como André do Rap. A libertação havia sido determinada por Marco Aurélio.

Continua depois da publicidade

Relator do habeas corpus, Marco Aurélio disse que estuda levar a análise do caso ao plenário. Não há data para que isso aconteça, mas pedidos de habeas corpus costumam ter preferência na pauta das sessões.

Na entrevista, Marco Aurélio disse que o presidente do STF (Fux) deve agir como um “coordenador de iguais”. Para o ministro, acima de cada magistrado está apenas a decisão coletiva, e não o presidente da Corte.

André do Rap é um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo.

Ele foi preso em setembro de 2019, em uma operação feita pela Polícia Civil de São Paulo em um condomínio de luxo em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro. O traficante é investigado por ter função de chefia dentro do PCC e gerenciar o envio de grandes remessas de cocaína à Europa.

G1

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

NOTA 10! Destemida, promotora abre o jogo: “A impunidade é, sem dúvida, o maior adubo do crime”

Por que as ONG’s brigam pela Amazônia? Por causa de pedras de ouro como essa