VÍDEO: a misteriosa morte de Eduardo Campos

COMPARTILHE!

A campanha de Eduardo Campos à presidência ia de vento em popa em 2014. Candidato admirado por muitos brasileiros, ele conseguia entrar nos redutos do PT, sendo uma alternativa, à época, a nomes como Dilma Rousseff e Aécio Neves.

Porém, o sonho de chegar à presidência foi interrompido brutalmente. No dia 13 de agosto de 2014, Eduardo Campos pegou um avião no Rio de Janeiro, com destino ao Guarujá, em São Paulo. A aeronave nunca chegou ao seu destino. O jato caiu sobre várias casas em Santos, matando todos os 7 passageiros a bordo.

No terceiro episódio da série Crime Sem Castigo, resgatamos a história da morte de Eduardo Campos e as estranhas coincidências que rondam o caso. Marina Silva, candidata à vice, desistiu de embarcar no voo que levaria a dupla ao Guarujá pouco antes do avião decolar. E, com a morte precoce de Campos, ela tornou-se a candidata natural da chapa PSB/Rede ao Planalto. No entanto, também não foi desta vez que Marina chegou ao poder: Dilma Rousseff foi reeleita com 54 milhões de votos.

E os fatos estranhos não param por aí: a caixa preta não registrou os áudios do voo. O irmão de Eduardo Campos, o advogado Antônio Ricardo Campos, pediu que a Polícia Federal investigasse uma possível sabotagem no avião.

No entanto, em 2019, o caso da morte de Eduardo Campos foi arquivado pelo Ministério Público, que alegou não ser possível determinar as causas exatas da queda da aeronave.

E você, o que acha que aconteceu? Pelo que parece, esse é mais um crime sem castigo.

JCO

COMPARTILHE!