VÍDEO: Em entrevista à Record TV, Bolsonaro fala que deve sair do PSL e pretende criar um novo partido

COMPARTILHA

RIO — Em meio ao racha no PSL, o presidente Jair Bolsonaro disse na noite deste domingo que a probabilidade de ele sair do partido é de 80%. Bolsonaro afirmou ainda, em entrevista à Record TV, que pretende criar uma nova sigla para poder escolher quem concorrerá à eleição municipal de 2020.

— Oitenta por cento para sair e 90% para criar um novo partido, que vai começar do zero, sem televisão, sem fundo partidário, sem nada. O meu sonho, acho muito difícil assumir o comando do partido (PSL), é criar um partido, agora que a gente pode colher assinaturas de forma eletrônica junto ao eleitorado. Até março teria um partido e eu teria dos quase 6 mil municípios, umas 200 candidaturas pelo Brasil. Estaria feliz com isso porque eu poderia escolher, de fato, quem concorreria àquela eleição — afirmou Bolsonaro.

O PSL está rachado em dois. A guerra entre as “casas” lideradas pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo cacique da legenda, Luciano Bivar, se transformou em uma das maiores crises políticas do governo até aqui. A disputa pelo comando do partido e dos fundos partidário e eleitoral virou confronto aberto.

Na entrevista, Bolsonaro diz que a briga dentro do partido não teria relação com a disputa pelos fundos partidário e eleitoral. De acordo com o presidente, a briga é por transparência.

— Eu pago a conta sobre qualquer possível desvio de terceiro no partido. E a mesma coisa acontece no tocante a fundo partidário. O que eu pretendo fazer: ou passo a ter o comando das ações do partido para acabar com isso daí. Se tiver uma caixa preta, abrir. E começar a fazer com que o fundo partidário vá para onde tem que ir. Se bem que eu nunca usei fundo partidário. E o que pode acontecer, de uma hora pra outra? Eu posso sair do partido.

Assista o vídeo:

g1

COMPARTILHA